29.7.10

As tuas palavras são como bombas no meu coração. Da tua voz já não existe melodia ou doces palavras de amor e ternura, mas sim grosseiras e destrutivas que me magoam e me fazem cair e não me conseguir mais levantar. As lágrimas escorrem pelos meus olhos mas tu não as vês, não queres saber, enquanto me apertas a alma e me levas tudo aquilo em que acredito, não deixando nada para trás sem ser as feridas ainda abertas. Eu tento, mas não consigo chegar a ti. Estás tão longe e nem um esforço fazes para regressar.
Eu rastejo por ti, e não me consigo levantar. Porque tens de ser assim?

1 comentário:

Amêndoa disse...

sem duvida que vai fazer muita falta!