2.1.11

Não gosto do Natal, das prendas, do falsidade destes tempos, nem mesmo os doces têm o mesmo sabor. Nada disto me faz querer escrever, sinto-me quase revoltada e quase deprimida, vazia. Nada me dá vontade de passar o tempo, quando quero que passe depressa parece que mais devagar os ponteiros do relógio andam.
Em tempos tudo era diferente, tudo tinha uma magia explendida, repleta de um brilhar que representava tudo o que de sonhos era possível. Agora é diferente, tudo é diferente, e o que não conseguia ver antes agora está tudo muito nítido e aprofundado.
Mas estou bem, nada pode derrubar estes últimos três dias. Mágicos e fabulosos! Como poderia eu acabar as férias se não desta perfeita  maneira?

Antes que me esqueça, sendo uma coisa que me entristece muito, todos os textos deste blog (excluindo os que estão expressamente identificados) são da minha autoria. Qualquer reprodução dos meus não é autorizada, a menos que seja pedido previamente. Eu não tenho problema nenhum em que os meus textos sejam publicados em outros blogs, mas por favor não às "escondidas" e com plágios desnecessários.

Obrigada e bom ano para todos! 

3 comentários:

Sofia Martins. disse...

Feliz 2011 (:
Isso dos textos é mesmo mau.

Minnie disse...

A "magia" e outras coisas ficaram perdidas...(infelizmente)

Bom ano a ti também, espero que tenhas muitas coisas boas :)

Sofia disse...

Querida, passei no exame de condução! :)
Isso dos textos não é nada bom ... :/

Beijinhos e bom ano :)