14.11.10

Não aguento mais a ausência do que me completa. Preciso de sentir, de viver, de estar presente em todo o sonho que sei que um dia irá chegar. Não quero viver mais nenhum dia onde acordo e sinto que apenas não passa de mais tempo perdido e longe de tudo o que me faz acreditar que algum milagre pode acontecer.
Preciso da dor que me provocas, da dor de chegar a casa e não me querer mais levantar da cama porque sinto os meus pés mortos de cansaço, enquanto sinto o sangue quente a escorrer por sítios que quase não sinto e no dia seguinte contar as feridas que tu, minhas queridas pontas de ballet, me provocam. Mas sabes? Não me importo! Sinto-me tão viva convosco nos meus massacrados pés. Mesmo que não te sinta, preciso de mexer e de sentir alguma dor.

Vou começas Dança Contemporânea no próximo sábado com a minha primeira professora de ballet do ano passado, Isabel de Sousa. Não é o meu sonho, nem por perto, mas preciso de fazer alguma coisa senão vou dar em louca...

5 comentários:

Jú S disse...

Não tens que agradecer querida :D
adorei o texto! já vi que gostas mesmoo muito de dança :o
E tenho a certeza que vais chegar ao teu sonho! :)

Sara. disse...

Boas aulas de dança :)

Sofia disse...

Ahhh já te encontrei! Andava à procura do teu blog xD
Tava com saudades de vir aqui ...
Não tenho tempo para ler isto tudo mas quando tiver tempinho, o teu blog não me escapa! :p
Eu so li o psot anterior e reparei que vais começar as aulas de codigo. Boa sorte :)
Eu já estou a meio das aulas de condução. É fixe conduzir :p mas claro tambem tenho aqueles medos e assim. Não é fácil e ainda por cima eu distraio mt e logo esqueço facilmente!
Aos pouuinhos vamos chegando lá :)

M.G. disse...

Ocupar a mente é uma boa forma de não pensar ou recordar certas coisas...


amei aqui o cantinho vou seguir ;)

paulo filipe disse...

Adorei este texto, é lindo!

Nunca desistas, continua!!
bj